Luzes da Cidade

terça-feira, 15 de julho de 2008

Descubro Desenhos com as Nuvens

Sara Mello - Plataforma Azul
Você me faz cada vez mais atrevido
qual um transparente vidro,
vestindo uma janela indiscreta
Também pudera!
são tantos e tantos os seus atrativos
que liberam o meu lado voyeur:
o seu cérebro cheio de versos
- neurônios complexos -
a sua boca molhada de beijos proibidos,
a sua língua ferina que também destila carícias,
o seu nariz empinado de orgulho
por ter se inspirado nos mais nobres perfumes,
o seu semblante- feminina esfinge instigante -
jamais decifrável
e que eu quero tanto, por ele, ser devorado,
a sua voz que eu nunca ouvi,
mas que, aos meus ouvidos, soa tão agradável,
os seus olhos que conseguem abarcar
todas as 88 constelações
- nas escuridões consegui esclarecer
os meus caminhos e até...
descubro desenhos com as nuvens
e o meu céu se torna lindo!
Você me faz cada vez mais atrevido
qual uma canção de rock fulminante,
cortando um concerto comportado,
despindo uma platéia bocejante,
rasgando o couro dos impecáveis camarotes.
Você me faz brotar a cada dia que passa
um novo poema que trapaça
as palavras já tão saturadas de confissões.
Você me faz cada vez mais atrevido
e eu colado ao vidro da janela do meu quarto sentinela
olho para o céu
e descubro desenhos com as nuvens
e uma delas
esboça o seu sorriso.

Nenhum comentário:

Salve