Luzes da Cidade

sábado, 6 de agosto de 2011

Manhattan

Basta um banco de jardim


como testemunha
de um amor sem fim
aquele amor sincero
que transparece mesmo em um nevoeiro
Basta um banco de jardim
algumas folhas cálidas
caídas no chão que ainda conserva
pétalas do que foram flores
e ainda são em lembranças de aromas
A noite já avança em Manhattan
estamos a muito tempo conversando
nem percebemos as horas passarem...
nosso amor jamais será entendiante!


Carlos Gutierrez



Nenhum comentário:

Salve