Luzes da Cidade

domingo, 11 de abril de 2010

Enquanto seu Lobo não vem

Não é coincidência
te querer agora

Repare...
o mundo lá fora é calmo
os alvos estão atingidos
a última paixão foi embora
carregando laços embutidos

O pomar cresce calmo
e promete frutos

Não é a toa esta carência
este desejo de te rever
em ângulos inusitados

Há muito para sonhar amanhã
mas hoje me furto da decência
de não pedir mini pecados

Mas preciso que entenda o negócio:
Eu apenas te amo em momentos de ócio


Barbara Leite

Nenhum comentário:

Salve