Luzes da Cidade

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Ópera

Ele sacrificou um grande amor
para compor
casnções e caminhos
poderia passar momentos maravilhosos
no colo da linda garota
sentir os seus dedos
as suas unhas perfeitas
o esmalte vermelho sedutor
passando sobre o emaranhado
dos seus cabelos
e rebeldes pensamentos
mas evitou
talvez temesse a dor de uma desilusão
e vivenciou tudo isto
dentro de uma canção...


Ele sacrificou uma fácil melodia
de poucos acordes
e previsíveis harmonias
ele quis porque queria
prevalecer toda a tirania da letra
intensa com tanto fôlego
que provoca a mais potente garganta
a voz mais eloquente
como se fôsse uma ópera...


Ele sacrificou um grand e amor
para compor canções e caminhos
quis conhecer a si mesmo primeiro
antes de se entregar
de alma e corpo inteiro
a quem talvez não merecesse a sua sensibilidade
Ele procurou uma taberna
uma caverna de pedra
uma jarra inesgotável de vinho e químeras
quando a inspiração se apodera
tudo é possível
passível de invejas
até uma cigarra se agarra ao som
de uma ópera....


Ele sacrificou um grande amor
pensou que a juventude fôsse eterna
que sempre haveria tempo
de realizar os seus sonhos
que jamais foram dormir
de tédio e espera
na plateia
de uma ópera....
 

Nenhum comentário:

Salve