Luzes da Cidade

sábado, 3 de dezembro de 2011

POEMA CONTÍNUO

SIRVO
           NÃO SIRVO
NOCIVO
             POSSÍVEL
POCILGA


                IMPOSSÍVEL
IMPULSIVO
                   SER SERVO
SOU VERO
                  VERIDITO
VEROSSÍMEL
                       SEVERO COMIGO
SOU MAIS
                 QUE UM VERME
LOMBRIGA
                   SOU VERVE
SOU VERSO
                     SOUVENIR
DIVERSO
                POEMA CONTÍNUO





                                       

Nenhum comentário:

Salve