Luzes da Cidade

sábado, 28 de março de 2009

Garoto Arredio

Eu me sinto um garoto arredio
do lado interno do gradil
sonhando a rua do outro lado
o mundo ainda que não se sentiu
Eu me sinto um garoto vazio
que procura o curto pavio
para detonar a bomba
e explodir enfim o gradil
e conseguir seguir o cão vadio
sem destino nas ruas
nas calçadas
nos muros pichados por palavras
sinceras e camufladas
um garoto sonha o mundo exterior
o precoce vulto do mundo adulto
e não importa o afago ou o insulto
o garoto maroto quer viver todas as pedras
cravar todos os gravetos
experimentar todas as pétalas e espinhos
sentir todos os aromas
sair da redoma
flutuar sua alma!

Um comentário:

Lice disse...

Oi meu querido,meu orkut é marlice.debrito@gmail.com.Eu estava muito triste quando enviei aquela mensagem para vc,obrigada por me escrever.Pode me add,terei o maior prazer em te-lo como amigo.Bjs!

Salve