Luzes da Cidade

sábado, 7 de março de 2009

TABERNA

Eu adoro me refugiar na taberna
esta caverna tão acessível
de portas róseas
imitando a cor do vinho.
Esta caverna escura de paredes úmidas,
imitando as uvas brilhantes e delicadas.
Esta caverna escura
que tem o dom divino de projetar
os desejos mais iluminados!
Eu sento sobre a cadeira
e encosto os meus cotovelos sobre a redonda mesa
e espero a tua inebriante presença!
Será que tú viras pela porta principal
ou pelos fundos
ou mesmo dentro da velha garrafa
de uma generosa safra
que agora vou abrir?

Um comentário:

Bernadete disse...

Que legal!!! Gostei!

Salve