Luzes da Cidade

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Fruto do Instante

A compreensão que persigo amigo
não está aqui
definitivamente não irmão
Procurar em vão
também faz parte
dos caminhos que eu tenho
para seguir

Se trair o próprio tempo
é colher o fruto do lamento
também é uma forma de prosseguir

Reconstituir o caminho
pedra por pedra
tropeço por tropeço
em meio
as folhas flores espinhos e gravetos
parece ser à primeira vista
tarefa árdua extenuante
fastidiosa
todavia
num relance tudo eestá ao alcance
dos olhos vivos
pupílas brilhantes
da memória
sempre instigante
todo o pó acumulado
escorre
filtra-se
sobre os dedos
desconcertantes
de nossas mãos
que se abrem
para acolher
o fruto do instante.


dedicado ao maior intérprete da alma feminina
Chico Buarque de Holanda

Nenhum comentário:

Salve