Luzes da Cidade

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Jogo de Cores

Na paleta dos meus devaneios
Sonho uma paisagem lilás
e tento conquistar o exato vermelho
um vermelho audaz
que seja espelho
de uma avassaladora paixão
o exato vermelho
vivo fogo sangue desejo
dos teus lábios da cor de cereja
do encanto de rubis
do frescor de romãs
Tento também no negro
encontrar o exato brilho dos teus sedosos cabelos
um fio de luz no novelo das sombras
e no marron avelã
dos teus olhos plenos de mistérios
a aurora da manhã grená
e o fascínio da madrugada madrepérola
Tento colher o mais puro amarelo
ouro valioso e singelo
do girassol mais belo
e do canário mais livre
que possamm existir
florir, voar e cantar
puras pétalas douradas
um sol em flor
prá te ofertar e afastar
todo o cinza que resiste entre nós
cinza-chumbo de silêncio atroz
cinza melancolia que nos deixa tão sós
e fazer florescer entre muitos verdes
musgos esmeraldas
mares malvas
uma relação tranquila e azul
turqueza sob o céu anil ou cobalto
com o brilho de prata
que resgata o branco sereno do amor
o branco da espuma do mar
da casa aconchegante revestida de branco da cal
do teu traje de princeza
misturado ao violeta
que inspira o nosso amor
Certo que a paixão mistura todas as cores
embaça todas as paisagens
forja miragens
improváveis arcos-íris
soluções mirabolantes
mas a tua imagem será para mim
sempre rosa
Rosa perpetuamente
perfumada.

Nenhum comentário:

Salve