Luzes da Cidade

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Do Amor que não entende

de Jessiely Soares
a minha jovem amiga poetiza que vive um grande amor
O meu amor
não entende de medidas,
nem de distância nenhuma.
Nem mesmo conhece
a nuvem,
que de tão alta,
não se perfuma
Não sabe guardar
segredos,
não entende de medos,
não teme as ausências
e por isso
não agoniza, perdido,
nas tristes noites da rua.
O meu amor
é inteiro
enquanto é dividido.
Dessas angústias ele não entende
nem de dores
ou de tristeza alguma.

Nenhum comentário:

Salve