Luzes da Cidade

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Vagalume

Do vagalume
tenho ciúme
da tua luz perene
verde imune
ao negro ímpune
tenho inveja
da tua luz esmeralda
nos muros pontilhada
Minúsculas passageiras fadas
esmeradas varinhas mágicas
riscando a noite
fosforescente gume
de ti tenho ciúme
pirilampo
pequeno corpo verde casulo
vasto campo verde
relâmpago,

Um comentário:

Ana disse...

Que soneto lindo! É seu?

bj

Ana Cristina Souto

Salve