Luzes da Cidade

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Bob


de Thatiana Cafiero



Neste imenso deserto imaginário,

Crio ilusões de mim mesma..

duplicidades de minha performance

alma gemea

ocultas nos cantos de minha mente

Onde estárá o jovem moço,

de cabelos encaracolados,

que outrora tocava harmonica em meus sonhos?

Onde estará o moço de cabelos encaracolados que jejuava da sociedade?

ò doces sonhos ocultos...

Ó doce imaginação hermética.

Traga de volta dos sítios étereos

aquele há quem outrora me amara
Não durma em Durango!
Não atravesse a Highway 61...moço

Suborne seus hades!

Reviva meu amor...

ame-me novamente...

Traga em teu barco o moço de cabelos encaracolados,

que um dia purificou minha mente.

Minha eternidade!

Nenhum comentário:

Salve