Luzes da Cidade

terça-feira, 29 de março de 2011

Deixa Quieto

Deixa quieto
Um grito sobrevive
e ainda produz tantos ecos
e em algum momento
se abafa e desabafa
na estufa dos seus ouvidos

Deixa quieto
não precisamos falar nada
não precisamos escrever
revelar nossos registros
claros e sinistros
Afinal os outros...não querem saber sobre isso
Só algum de nós irá sobreviver

Deixa quieto
falamos-nos com os olhos
eles tem linguagem e brilho próprios
e fecham-se em muros de silencio
ou abrem-se em pulos de pupilas suicidas

Deixa quieto
deixa que o tempo incerto
determine os nossos ponteiros
e nos surpreenda
numa vida sem roteiros


Deixa quieto
nas areias de nossos desertos
ou nas estrelas de nossos céus repletos




Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve