Luzes da Cidade

sábado, 19 de março de 2011

NOIR

Procuro
nos ambientes internos
entre as paredes e divisórias
soluções provisórias
para tentar manter a normalidade da vida
cometer apenas pequenos delitos
pular páginas de um livro esquisito
esquecer as legendas
e apenas olhar o rosto bonito da atriz
que acabou de dar um grito
após uma queda
não sei se foi um crime ou suícidio
pulei esse parte
dei um cochilo
pequenos irrisórios delitos
aqueles que nem causam remorsos
como furtar a geladeira
e unir um doce suspiro
com um salgado qualquer...

Procuro nos ambientes externos
nas ruas desertas
onde cintilam poças d'água discretas
da recente chuva
postes complacentes com a exaustão dos meus ombros
onde eu posso escorar osmeus pensamentos
e aliviar o meu cérebro
Gosto desse clima noir
e da ilusão de que todos os gatos são pardos
e todos os telhados acessíveis
Gosto dessae clima
do climax de luar
de testar os olhos dos meus sapatos
de caminhar cegamente em busca de um amor

Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve