Luzes da Cidade

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Musa

Musa

a musa
abusa
do seu poder
de sedução
a musa
nítida ou difusa
sempre em constante
mutação
a musa esclarece
cresce aos olhos de um poeta
flutua
em palavras doces
românticas
e também desconexas
simples ou complexas
a musa
deixa clara ou confusa
a paleta de um pintor
apressado ou paciente
a musa
tem esse dom atraente
de estar longe
e ao mesmo tempo
estar rente
entre a realidade e o sonho
a musa provoca
um olhar diferente
desvenda outros ângulos
faz circular um triângulo
a musa
se faz música no silêncio
coreografia em um só elemento
dança dos cisnes
dança do ventre
dança dos bêbados
nas sarjetas
ou nas nuvens
a musa...
a musa...a musa...
aquela que extraí todos os segredos
e arranca os olhos
da face sem disfarce
sem medo

Carlos  Gutierrez



Nenhum comentário:

Salve