Luzes da Cidade

terça-feira, 13 de julho de 2010

Melancolia

A chuva fria
intermitente
a rua vazia
a pele cinza dos paralelepípedos
as poças d'água
espelhos líquidos
o meu quarto sombrio
apenas iluminado
por uma luz amarela vadia
gerada por uma lâmpada
quase esgotada
Saudades do que eu jamais fui
e poderia ser
tento ler...mas as lentes estão vencidas...
enquanto a chuva fria
não deixa as telhas em paz
tudo traz melancolia...
a ducha fria
sobre os pensamentos quentes
e desejos ainda ardentes...
dormir ...dormir...
bem que essa noite poderia ser diferente...
sem a sombra de um aborrecido despertar!


Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve