Luzes da Cidade

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Quando um crayon retrata a poesia em imagens

Linda Huber
com poucos recursos
alcança a perfeição!
com apenas um crayonA Rosa é linda!
mesmo em preto e branco


A taça é transparente como

o líquido

que a preenche



como a luz dessa lâmpada

foi antes do acidente...


....como um dia foi

o sorriso de Marilyn

tão envolvente... ...a luz da ternura também pode
estar num semblante aparentemente triste...













... existe o sorriso fechado




, prá dentro também!...










...de contemplar




os olhos bondosos




de um cão...












... a alegria de ver além...





Os olhos...quantos mistérios




podem guardar?









A vontade de escapar da máscara, da face...











...e alcançar o infinito...





















...sentir-se nas alturas, nas nuvens dos sentimentos...



















...qual um gato,quando alcança o telhado e vê o céu mais de perto...









...como é bom os tempos de infância, o olhar puro sobre todas as coisas...

















...a alegria, com poucos recursos e muita imaginação...


























...essa precoce virtude de poder ser tudo na vida...








...com toda a dignidade...



















...de sorrir,mesmo com a boca assim...





















...dengosa e docemente atrevida...























...criança, eterna, enfim!



















Nenhum comentário:

Salve