Luzes da Cidade

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Rosto de Alguém


E peço que venhas

do jeito que se encontras:

arrumadinha

ou bagunçada;

do mesmo pó

da velha estrada;

de um recente sonho,

seduzindo a madrugada.

Livre ou armada

sempre será amada,

enquanto consentes

minhas palavras

- sementes de mudas letras

que desejam tocar o teu coração -

E peço que venhas

por um instante apenas

Rosto de Alguém

- face serena -

que agita todo o meu ser!

Rosto de Alguém

tão recente e tão familiar!

Venha e mire-se no espelho do além

e certifica-se da sua eternidade

arco-íris

em minha eclipse brevidade...

Nenhum comentário:

Salve