Luzes da Cidade

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

HIGÍENE

Tomar um longo banho
pensando que estoU com você
debaixo de uma cachoeira
ou dentro da mais moderna banheira
Um banho quente
ofurô
sais de banho
pode deixar que eu apanho
o sabonete que escorregou
Passe um pouco da sua oleosidade
na secura da minha pele
que expele e expõe as minhas vontades
que se perdem pelos ralos
Esfregue em minhas costas
a bucha natural e reciclável
Esfregue a sua mão confortável
prolongue a ducha
que a vida é bucha é bucha...
sucção de sentimentos
jorros de lamentos
em torneiras intermitentes


A água da caixa acabou
espumas ainda flutuam
Pegue a toalha e se enxugue primeiro
prá deixar o seu doce cheiro
em meu corpo tão insôsso
Hidrate os meus pensamentos
Faz um cafuné em meus cabelos molhado
e me beije ardentemente
mais do que o vapor de um desodorante
quando espalha pelas axilas
o seu cítrico perfume...
fala que você me ama!
e complete a minha higíene!


Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve