Luzes da Cidade

sábado, 2 de maio de 2009

A Bailarina e o Poeta

" A Bailarina e o Poeta "
tela de Fernanda Rodante




A bailarina com os seus gestos estudados
frutos de exaustivos ensaios
dança e encanta a plateia
e faz movimentar o cenário.
Na plateia em uma poltrona discreta
repousa um poeta
à procura de um novo poema
vê a bailarina que lhe alucina
e elucida a perfeita inspiração.
Ela corre de um lado a outro do tablado
brincando e ludibriando os olhos do poeta.
Ele empresta os olhos de Degas e Fernanda Rodante
para não perder nenhum movimento
nenhum mágico instante.
A bailarina gira...gira..gira...
na cabeça inquieta do poeta.
Ele suga todo o caldo do respaldo da sua imaginação.
A bailarina se expõe a tudo
luzes plateia desejos confusos e temidas quedas.
Enquanto que o poeta mais se fecha
dentro de si para ouvir a música.
A bailarina mesmo em seu arduo ofício
o percebe e os seus olhos de pupílas lúdicas se paralisam
em um poema que fugiu do silencio.
O poeta então faz dançar os seus versos!.

Nenhum comentário:

Salve