Luzes da Cidade

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Eu não ando, eu flutuo...

Um comentário:

Rita Encinas disse...

Ótimo Trabalho Carlos! Parabéns!
Toda insanidade é pouca
Quando se tenta ser perfeito!
Colocar para fora todos os “demônios”
Para que possam ser tranformados em “anjos”
Transformar o ódio do “eu” em amor ao “próximo”
Só é possível para quem consegue ser excêntrico!
Rita Encinas

Salve