Luzes da Cidade

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Delicatesse

Delicatesse
suspiros
tortas de morangos
sonhos
esparramando cremes
crepes
tudo tão doce
o mel que cresce
dentro da colméia da tua boca
o açúcar desafiando diabéticos
o chá das cinco
a chuva fina
o fog
a lembrança londrina
o rosto de porcelana
Doze numeros romanos
do Big Ben
lembrando-nos
que existe o tempo
o tempo e seus límites.
Você está tão bem
com seu novo corte Chanel
e as suas novas vestes
onde o negro prevalece
com sutis toques vermelhos
Delicatesse
só falta declamar
um poema
repleto de confissões!
Delicatesse
esse lindo dia lhe merece
como a alegria em toda kermese!

Nenhum comentário:

Salve