Luzes da Cidade

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Djavan - 60 Anos


Viver de amor é a sua sina
em cada palavra
em cada som
que ele tira
trata e burila
no escuro dos becos
ou na claridade da amplitude das esquinas.
È a sua sina
é o seu afã
da madrugada ao amanhã
a procura samurai incessante
do amor que salva e alucina
que mostra todas forças e fraquezas
todas as humanas sutilezas
em cada letra concluída
derretida nas mais ardentes e lilazes
fogueiras de versos
em cada música pronta
que confronta todos os barulhos e ecos do Universo
e engravidaa poesia com mais rimas
que o ventre da inspiração
pode comportar
Ele saber extrair
de cada som um burburinho
um segredo
e de cada palavra
o diamante do desejo!
O amor não tem idade
não tem límites
basta o ensejo
a mínima fresta
o interstício
microscópico orifício
para se manifestar
um raro olhar
de um puro voyeur.
Viver de amor é a sua sina
e seu alíbi
em cada canção
repleta de pétalas
ele sempre guarda uma nota
uma esquecida palavra
uma semente prá vingar em outra música
que logo vai brotar.
Viver de amor é puro êxtase
que faz a gente sempre brilhar!

Nenhum comentário:

Salve