Luzes da Cidade

sexta-feira, 21 de maio de 2010

ESNOBE

Toco-lhe a mão suavemente,
Mostrando o quanto a adoro.
Abro um sorriso amoroso,
Prevendo um "te amo" sonoro.

Sinto um perfume em sua face,
Tomado pelo frescor da manhã.
Duvidosa, vai embora,
Dominada por tolice vã.

Eu a aqueço, ela se afasta,
Arrependida pela recusa louca.
Sonhando, ainda me procura
Com um gosto quente na boca.

Noutro dia, acorda suada.
Saudosa, sussurra meu nome.
Ás pressas, clama por mim,
E confessa o calor que a consome.

Ao ver-me, abraça com força,
Não perdendo tempo em me amar.
Satisfeita, segura meu corpo,
Prometendo jamais me deixar.

Zenilton Silva Junior

http://www.zeniltonsilvajunior.blogspot.com

Nenhum comentário:

Salve