Luzes da Cidade

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Desdobrar


No papel
não habitam mais
poemas

Vive um vazio
extenso e
dolorido

Um querer evasivo
me tange e tortura
gritando:

Cadê o adiante?

Eu rezo o silêncio
sonhando origamis


Barbara Leite

Salve