Luzes da Cidade

domingo, 19 de julho de 2009

FERA

FERA QUE FERE
INTERFERE
FEROZ
NA FOZ
DE TODOS OS SENTIDOS
SEUS URROS
FURAM OS OUVIDOS
ESTOURAM OS TÍMPANOS
SUA BOCA SEDENTA
SEUS DENTES
DE TRÁS DE FRENTE
PONTIAGUDOS CANINOS
FORTES MOLARES
FURAM
TRITURAM
MASTIGAM
MACHUCAM
TUDO
O QUE ESTÁ A SUA FRENTE
RENTE
INDEFESO
FERA QUE PROSPERA
NA ESPERA
DO QUE AINDA
ESTÁ LIVRE
E SE DESESPERA
QUANDO A PRESA
NÃO O APETECE
FERA
SEMPRE NA TOCAIA
ALERTA
FÚTIL
OU ESFOMEADA
SÓ SENTE O CARINHO
DE UMA AGULHA
QUE BORBULHA
UM ANESTÉSICO

Nenhum comentário:

Salve