Luzes da Cidade

domingo, 16 de agosto de 2009

JANIS JOPLIN


É como se ela destilasse em sua voz cortante
todos os sentimentos do mundo
e nela reunisse todos os gritos aflitos
e ainda assim acreditasse na pureza das revoluções
sem desvios e interesses mesquinhos
Janis tomava todas as drogas e dores do mundo
prá sentir bem no fundo de sua alma
os cortes profundos provocados
pelos preconceitos e límites absurdos
e mesmo assim havia um tempo propício
contra abismos e precipícios
o encontro da paz e do amor sem artifícios
Summertime contra o frio da solidão
e o vazio do coração

Nenhum comentário:

Salve