Luzes da Cidade

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

BAILARINA -poematização da tela de Fernanda Rodante acima

Tento acompanhar os teus movimentos
mas não consigo
luzes e sombras que se alternam em teu vestido
pelos suaves flancos do teu corpo mágico
O brilho falso atalho
deste labirinto feminino
me cega e esfrega meus olhos em químeras
entorpecidos
Fernanda empreste-me teus olhos rodantes
para que eu possa captar todos os mistérios desta dança
deste corpo adulto puro vulto de criança
alegre leve
breve brisa
romântico vendaval

Nenhum comentário:

Salve