Luzes da Cidade

quarta-feira, 24 de março de 2010

Salada de Frutas

Tudo o que o paladar desfruta
a doçura da uva moscatel
que lembra os seus lábios cerejas
que lembram beijos maçãs de desejos
Uma salada de segredos
pistas doces em polpas e sementes
Então deixa ameixa
tentar descobrir alguns
antes que se dissolvam 
na tijela da sobremesa 
como desnudar a roupa lisa 
e amarela ouro de uma banana
prestes a mergulhar num mar de sorvete
Afagar pêssegos derretidos 
em sua pele aveludada
Esperar peras em calda
jorrarem dos seus lábios molhados
Tudo o que o paladar possa desfrutar
A doce sensação de amar e ser amado
Uma festa sem mágoas 
e chama de uma vela eterna
o tempo feliz que se congela
feito um picolé
O sabor agridoce de um kiwi
a framboeza silvestre e marcante
que tinge a sua boca de mistério
na cortina lilás que esconde
o seu sorriso branco 
qual a polpa de uma fruta do conde
na gengiva morango
Tudo o que o paladar desfruta
até mesmo o amargor
das sementes negras de um mamão maduro


a casca da laranja cravo
a acidez do limão bravo
a cidra que assimila o doce e o amargo
para que nada enjoe
e se condensse tal qual a sua alma doce
que envolve a salada dos meus sentimentos
e me faz sorver momentos
lambuzar-me todo encantado
como se fôsse uma criança...
um garoto debruçado
sobre o prato inquebrável da infância!




Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve