Luzes da Cidade

domingo, 27 de junho de 2010

Marcas

um piquenique

um inseto que pique

um assunto que não fique

muito bem definido
repelique

uma noite comprida

sombras nos travesseiros

copos caídos

corpos traídos pelo desejo

Uma cabana vulnerável

Uma Noite estrelada!

O chapéu de palha esquecido por Van Gogh

Um girassol que sobrevive mais uma Noite

Um grilo seresteiro

Todas as marcas dos dedos

digitais e profundas

Duas xícaras marcadas em negro

de um café recente

borras no fundo de destinos
que não conseguimos interpreta-los direito

um cantil que guarda um pequeno rio

um riacho límpido

ou um lago avido de pedras de desejos

Uma cesta de frutas assustadas pelo pavor do bolor

Marcas marcas verdes de grama molhada

ocres de retoques de passos sobre a terra espalhada

Marcas incolores no relevo de nossas roupas amassadas

Marcas de abraços nos espaços de nossas saudades




Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve