Luzes da Cidade

sábado, 12 de junho de 2010

Simplesmente Azul

O Azul e uma cor fria
evoca melancolia 
profundas reflexões
mas o céu não congela estrelas
quando lhe vê assim sempre bela
e o mar prospera em viagens tranquilas
O Azul da abreugrafia da sua alma sincera
O Azul do seu jeans da sua jaqueta
O azul que alimenta de sonhos
mil e uma noites de espera
O Azul que dilui na fumaça 
de uma locomotiva que para
na plataforma de um olhar que repara
no azul enobrecendo a paisagem




Carlos Gutierrez

Nenhum comentário:

Salve