Luzes da Cidade

terça-feira, 29 de junho de 2010

Cheers Pub




eram muitos reflexos
estuprando as cerejas
das mesas
eram pelejas de peles
por dentro das miragens
de suportando as luzes
cruzando lampejos
de pelo enfeitados
dançando sobre leques
ou pileques
de lábios vermelhos
vidros lambendo o espelho
beijando bancadas
bancando desejos sem
manequins
nudez de vidraça
mordendo as taças
sedentas
que bordam licores
ou amores?
no tempo dos refletores
salivados de todas as cores
que lambuzam a cerimônia
gelo trincando
cacos segredos
cavados
curvados
pelos dedos
que tocam a noite
piscada
toda derramada
por entre cílios
desbotados
borrados
pela tinta
que insiste em ficar.

Publicado por Beatriz Bajo

Nenhum comentário:

Salve